Conheça alguns motivos da perda de audição e também a limpeza auditiva

aparelho auditivo
A evolução dos aparelhos auditivos
9 de setembro de 2021
aparelho auditivo
Cuidados que o aparelho auditivo demanda
1 de outubro de 2021
perda auditiva

Em algumas pessoas, a audição não funciona do modo exato, o que significa uma redução da audição. O problema afeta um ouvido ou ambos e tem causas diferentes. Nesse caso, é importante o uso de dispositivos corretores, junto do kit limpeza aparelho auditivo. Entretanto, há quatro principais categorias de perda auditiva. Conheça cada uma delas.

Os tipos de perda auditiva e o uso de acessórios para aparelho auditivo

A ausência da audição condutiva, pode ocorrer pelo cerume que impede os sons de chegarem ao ouvido interno. Ou, em outros casos,  por ferimentos no tímpano e infecções do ouvido médio. 

Na perda neurossensorial, um dos tipos, há falha do nervo auditivo. Quando as vibrações sonoras chegam ao ouvido interno, elas não são transmitidas como impulsos para o cérebro. Isso resulta, portanto, em danos no nervo auditivo. Envelhecimento, infecções virais, barulhos muito altos, efeitos colaterais de medicamentos são algumas das causas.

Em decorrência das duas complicações, há a perda auditiva mista, que é, basicamente, uma combinação de perda neurossensorial e condutiva. Na verdade, ela é consequência de problemas no ouvido interno e também externo ou médio. Nos três casos, é comum o uso de aparelho auditivo, formulado a partir de uma massa pré molde A+B, acompanhado de protetor de cera.

Outra categoria é a perda neural ou retrococlear. Aqui, a instalação de aparelhos e implantes cocleares não conseguem auxiliar. Isso porque o nervo não leva as informações sonoras até o cérebro. 

Diagnóstico de perda auditiva

O diagnóstico da perda auditiva é realizado, comumente, por meio do exame chamado audiometria. Pessoas que conseguem ouvir em torno de 20 decibéis têm uma audição normal. Depois disso, são definidos graus de perda auditiva. 

A perda leve (21 a 40 dB) é quando há dificuldade em entender a fala e sons como o canto dos pássaros. Na moderada (41 a 70 dB), a pessoa não consegue ouvir sons mais altos, como um latido de cachorro ou choro de bebê. 

Já na perda severa (71 a 90 dB), é difícil ouvir o toque do telefone e as palavras da fala. A profunda (> 91 dB), a pessoa não ouve sons muito altos, como uma máquina de cortar grama.

Perda auditiva: como tratar?

Os modernos e tecnológicos aparelhos auditivos, que funcionam a base de bateria para aparelho auditivo, são muito eficientes para tratar a perda auditiva. Hoje, os dispositivos são bem pequenos. O médico recomenda a prótese ideal para cada pessoa, e o usuário deve (efetuar) o uso adequado com a bateria para Implante Coclear.

A SONORA entende o quão maravilhoso é poder desfrutar de uma audição de qualidade. Por isso, oferecemos pilhas e acessórios para aparelho auditivo, visando proporcionar seu bem-estar.

Os comentários estão encerrados.

Mostrar
Esconder